top of page
Auditorio Audiencia

WORKSHOPS PRÉ-CONFERÊNCIA

Convidamos você a participar de nossos workshops pré-conferência a serem realizados na segunda-feira, 18, e na terça-feira, 19 de setembro de 2023, nas instalações da Universidade Nacional da Colômbia.

Os 3 workshops oferecidos geram um espaço para estudantes, acadêmicos e profissionais construírem conhecimento e aprendizado, bem como para gerar redes e contatos entre profissionais interessados em representações sociais e ciências sociais.

*os workshops serão realizados em espanhol

Terça-feira, 19 de setembro - das 8:00 às 12:00 horas.

Workshop 1. 
Análise socioterritorial sob a perspectiva da teoria das Representações Sociais.

O workshop começará com uma discussão sobre a Teoria das Representações Sociais (TRS), origem, desenvolvimento e perspectivas da TRS. Em seguida, haverá um exercício prático para observar a aplicação da SRT à análise socioterritorial, entendida como uma exploração de experiências e dinâmicas sociais qualitativas.

Em um segundo bloco, será abordado o desenho de metodologias para a análise das representações sociais do e no território, em diferentes escalas e com relação a vários temas: a cidade como contexto de experiências urbanas e curso de vida; memória e espaços patrimoniais; e mobilidade cotidiana em redes de transporte (metrô e metrô-ônibus). O desenvolvimento teórico e metodológico de projetos de pesquisa sobre esses tópicos, realizados sob as lentes da SRT, será compartilhado a fim de incentivar o debate sobre eles e sua possível aplicação em outros contextos urbanos. Os participantes do workshop serão convidados, se desejarem, a compartilhar suas questões de pesquisa, projetos e/ou resultados.

Objetivos de Aprendizaje

O objetivo deste workshop é co-construir conhecimento sobre os aspectos sociais e subjetivos da relação que as pessoas e os grupos têm com os lugares. A ideia é compartilhar experiências de pesquisa e reflexões sobre a relevância da SRT como uma ferramenta para analisar o território como um objeto de representação e os processos sociais e psicossociais que ocorrem nele.

A quem se destina

Este workshop é destinado a todos os interessados na dimensão subjetiva e social do território: estudantes, acadêmicos, pesquisadores e profissionais.

LÍDER DO WORKSHOP

Martha de Alba.jpeg

MARTHA DE ALBA GONZÁLEZ Ph.D.

 Universidad Autónoma Metropolitana-Iztapalapa

Professora pesquisadora em tempo integral no Departamento de Sociologia da Universidad Autónoma Metropolitana, Unidad Iztapalapa. Obteve seu doutorado em Psicologia Social na École des Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris, França, onde também concluiu seu mestrado na mesma disciplina. Ela obteve seu Diplôme d'Etudes Supérieures Spécialisées em Psicologia Ambiental na Université René Descartes (Paris V). Ela é membro do Sistema Nacional de Pesquisadores (SIN), nível 1. Seus tópicos de interesse giram em torno de representações sociais, memória coletiva e experiências de vida em espaços urbanos. Sua pesquisa mais recente aborda as questões de envelhecimento em contextos urbanos e memórias em controvérsia no Centro Histórico da Cidade do México. Ela é cofundadora da Rede Nacional de Pesquisadores em Representações Sociais no México.

LÍDER DO WORKSHOP

Roberto Fasanelli.jpeg

ROBERTO FASANELLI Ph.D.

University of Naples Federico II | UNINA 

Comenzó su experiencia profesional pasando -de 1995 a 2006- periodos de estudio/trabajo en el Laboratoire Europeen de Psychologie Sociale [Leps (MSH/EHESS)] dirigido por Serge Moscovici, donde participó en numerosos grupos de investigación internacionales. 

 

Ha realizado investigaciones sobre Representaciones sociales, Psicología del riesgo, Psicología de la salud, Psicología medioambiental, Psicología política. Investigación evaluativa. 

Es formador de Team Building para startuppers y consultor de ONGs y entidades  públicas.

Terça-feira, 19 de setembro - das 8:00 às 17:00

Seminário - Workshop 2. 
Dados e sua construção: uma abordagem multiperspectiva da relação entre fenômenos, objetos e dados sociais.

A psicossociologia, como todas as ciências sociais, baseia seu conhecimento na análise do mundo social com base em dados. Sejam esses dados o resultado de pesquisas, entrevistas, grupos focais ou análise de documentos, eles continuam sendo, de qualquer forma, um elemento fundamental do conhecimento social. No entanto, o objeto social da pesquisa, diferentemente do objeto físico, não é imóvel, externo, esperando "pacientemente" para ser investigado e finalmente medido; ele é, ao contrário, complexo, mutável, parte do mundo ao qual o próprio pesquisador pertence, tem decididamente poucos elementos mensuráveis e é sempre suscetível a interpretações que podem ser diferentes ou até mesmo contraditórias.

Como construir dados psicossociais? - O seminário-oficina propõe uma reflexão articulada sobre o conceito de "dados", sua natureza eminentemente linguística e sua análise baseada em inferências lógicas. A interseção entre os elementos linguísticos dos dados e os tipos de inferências abre as portas para uma concepção do método de pesquisa que enfatiza a necessidade de aprofundar o formato informativo dos dados construídos pelo pesquisador social.

 

Ao longo do seminário-workshop, serão estimuladas reflexões sobre as principais técnicas de pesquisa e serão propostos vários exemplos empíricos e reais de pesquisa atentos a uma reflexão metodológica menos estereotipada e mais aderente à necessidade de oferecer um sentido claro do objeto de pesquisa.

Objetivos de aprendizagem

O seminário-workshop tem como objetivo apresentar uma nova perspectiva sobre a metodologia da psicologia social, passando da quantificação como um dado imperativo para um olhar de múltiplas perspectivas sobre as relações entre fenômenos e dados. Ele estimulará a busca criativa por novas formas de pensamento epistemológico iniciada por Moscovici há 70 anos. A modelagem rígida transformada em complexos metafóricos que assumem vida própria no pensamento de pesquisadores e profissionais precisa ser substituída por unidades de pensamento quali(quanti)tativas-estruturais sobre como a organização da ação humana pode ser apresentada.

A quem se destina

O seminário-workshop é destinado a pesquisadores insatisfeitos com a repetição de práticas e técnicas que restringem o pensamento em vez de liberá-lo para as necessidades de uma compreensão mais ampla da realidade social.

Segunda-feira, 18 de setembro - das 8:00 às 17:00

Workshop 3.
Primeiros passos com a Teoria das Representações Sociais e a ferramenta openEvoc

O workshop oferecerá uma introdução prática à abordagem estrutural da Teoria das Representações Sociais (SRT), destinada a pessoas ainda não familiarizadas com a teoria e os métodos de pesquisa relacionados. A abordagem estrutural da SRT articula propriedades quantitativas e qualitativas das cognições e pode ser aplicada ao estudo de questões como relações intergrupais, identidade e preconceito.

A principal técnica usada na abordagem estrutural é chamada de "associação livre", na qual as pessoas são questionadas sobre o que pensam, sentem ou lembram quando ouvem termos indutores associados ao objeto sob investigação. De acordo com as relações entre as frequências e os intervalos médios dos termos evocados, é construído um diagrama da estrutura hipotética da representação, organizado em quadrantes que contêm termos centrais e periféricos associados ao objeto. A organização da estrutura pode indicar relações entre representações e práticas sociais, diferenças intergrupais e individuais com relação ao objeto de representação, bem como fontes de mudanças nas representações.

A ferramenta openEvoc é uma opção gratuita, on-line e fácil de usar, desenvolvida para apoiar o processo de pesquisa de associações livres. Na interface gráfica, é possível carregar bancos de dados de evocações, realizar análises bivariadas de frequências e intervalos médios, gerar gráficos e tabelas com os resultados do processamento. Os recursos de aprendizado de máquina da ferramenta ajudam o pesquisador a identificar os quadrantes da estrutura e a classificar as evocações.

La openEvoc es utilizada desde 2013 por investigadores de Latinoamérica en áreas como Psicología, Educación, Enfermería, Gestión y Turismo.

Objetivos de aprendizagem

O workshop tem como objetivo apresentar as três principais etapas da pesquisa na abordagem estrutural da SRT: 1) a elaboração de instrumentos para coleta de dados pela técnica de associação livre; 2) a limpeza dos dados e a preparação da base para processamento pela ferramenta openEvoc; 3) a realização da análise prototípica com base no openEvoc e a geração de gráficos para comunicar os resultados da pesquisa.

A quem se destina

O workshop é voltado para estudantes de graduação e pós-graduação e pesquisadores de qualquer área científica. Não é necessário ter conhecimento prévio do TRS ou do openEvoc.

LÍDER DO WORKSHOP

Hugo Cristo Sant Anna_edited.jpg

HUGO CRISTO SANT'ANNA Ph.D.

 Universidade Federal do Espírito Santo

Licenciado en Diseño Industrial por la Universidad Federal de Espírito Santo (2003), magíster en Psicología (2007), doctor en Psicología (2014) y pasante posdoctoral en Psicología (marzo/2018 a febrero/2019) por la Universidad Federal de Espírito Santo (Ufes).

 

Profesor adjunto III del Departamento de Diseño Industrial de la Ufes y profesor colaborador del Programa de Posgrado en Psicología de la Ufes, orientando investigaciones en la línea de Procesos Psicosociales.

 

Fue coordinador del Laboratorio y Observatorio de Ontologías de Proyectos (Loop/Ufes) entre 2014 y 2021. Actual coordinador del Grupo de Investigación en Formalizaciones Matemáticas de la Cognición y el Diseño (Forma/Ufes).

É importante ter em mente que: Cada workshop tem uma capacidade limitada de 20 pessoas; caso a cota não seja atingida, o workshop não poderá ser ministrado, havendo a opção de participar de outro workshop ou solicitar um reembolso.

Não perca esta oportunidade de aprender e interagir com outros profissionais do setor em um ambiente acadêmico de alta qualidade!

bottom of page